Home / Atracções / Ponte Carlos

Ponte Carlos

A Ponte Carlos do século XIII (Karlův most) – alinhada com quinhentos metros de estátuas barrocas – está entre as atrações turísticas mais populares da cidade. Passear por esta ponte encantadora, com vistas impressionantes sobre o Castelo de Praga e o rio Vltava, é a atividade favorita de todos. Infelizmente, a Ponte Carlos é vítima da sua própria popularidade – na maioria das vezes ela está repleta de turistas checos e estrangeiros, especialmente durante os meses de primavera e verão. Para evitar multidões a bloquear as vistas deslumbrantes, acorde cedo ou faça a sua visita a uma hora tardia. Para apreciar a ponte com o seu ambiente mais romântico e tranquilo, a parte de manhã é a melhor altura, ou quiçá um passeio noturno pela ponte, com as ruas impressionantemente iluminadas de Praga como pano de fundo.

Das 09h00 até tarde, poderá se deparar com lojas de recordações e vendedores de cartões postais, bem como uma infindável variedade de músicos de rua. Poderá inclusive ter o seu retrato desenhado por caricaturistas, o que será uma excelente maneira de guardar uma lembrança do momento para sempre.

Ponte Charles

História

No início do século XVIII, a ponte foi decorada por 30 estátuas ou grupos de estátuas no estilo barroco, que representam santos, personagens históricas ou bíblicas.

O dia e hora do início dos trabalhos não são acidentais. O seu conjunto forma a linha ascendente e descendente com o a vértice em 9 (ano 1357, ao 9.7., ás 5 horas 31 minutos).

Em 1393 o corpo do João Nepomuceno foi atirado da Ponte de Carlos para águas do rio abaixo. O vicário general do Rei da Boémia, Venceslau IV, recusara revelar o conteúdo segredo da confissão da Rainha Sofia. O mártir foi canonizado em meados do século XVIII. Na beira da ponte (entre a estátua do S. João Baptista e o grupo de S. Norberto, Venceslau e Segismundo), no lugar exacto donde atiraram o corpo, foi instalada uma cruz de latão com cinco estrelas. A lenda diz que a pessoa que coloque a palma da mão na cruz de maneira que cada dedo toque uma das estrelas, vai ter seus desejos satisfeitos. Também há muitos tocam o relevo em baixo da estátua do S. João Nepomuceno para pedir-lhe boa sorte.

 

Museu da Ponte Carlos

Este museu está situado na Ordem dos Cavaleiros da Cruz com a sede do Estrela Vermelha e aborda a história do famoso marco histórico da cidade de Praga.

Endereço: www.charlesbridgemuseum.com; Krízovnickénámestí 3; Entrada: Adultos – 150 CZK; Desconto – 70 CZK. Horário de Funcionamento: 10h00-20h00 em Maio-Setembro; 10h00-18h00 em Outubro-Abril.

 

Torres da Ponte

No extremo leste da Ponte Carlos está a Torre da Ponte (do século XIV) da Cidade Velha, concebida por Peter Parler, construída como uma fortificação e também como um arco triunfal que marca a entrada para a Cidade Velha. Entrada: Adultos – 75 CZK; Crianças – 55 CZK. Horário de Funcionamento: 10h00-23h00 em Abril-Setembro, 10h00-22h00 em Março-Outubro; 10h00-20h00 em Novembro-Fevereiro. Site: www.prazskeveze.cz.

No lado da Cidade Baixa da Ponte Carlos está a outra torre. Esta Torre da Ponte da Cidade Baixa está aberta ao público e detém uma exposição sobre alquimistas do reinado de Rodolfo II, com uma vista a partir do topo. Entrada: Adultos – 50 CZK; Crianças – 30 CZK. Horário de Funcionamento: 10h00-18h00 em Abril-Novembro.

 

Ilha de Kampa

A Ponte Charles atravessa o seu extremo norte, e hoje está ligada ao resto da cidade pela estrada Na Kampe. Visto que está separada do resto da cidade, a Ilha de Kampa é um dos locais mais tranquilos em Praga. A ilha está dividida em duas partes com uma delas estando muito próxima da Ponte Charles e formando uma praça acolhedora. A outra parte é um parque com vários jardins históricos. A ilha remonta ao século XII, mas durante anos foi sujeita a inundações fluviais que constantemente alteraram a sua forma. No entanto, em 1541, os moradores começaram a fortalecer a ilha através do uso de detritos de edifícios destruídos. A ilha está separada da Cidade Menor por um canal fluvial conhecido como a Certovka. Recebeu este nome, que significa demónio, da lenda que conta a história de uma mulher bem sucedida que uma vez geriu um moinho na ilha e que tinha um pacto com o Diabo. A ilha esteve praticamente deserta até metade do século XVI, com a excepção de três moinhos de água. Hoje em dia, os visitantes ainda podem ver duas rodas de moinho.

Ilha de Kampa

Meio-dia na Ponte Carlos- A menos que goste de multidões, visite este local em qualquer hora exceto ao meio-dia. As multidões começam a chegar por volta das 10h00, especialmente durante o verão. Os madrugadores podem apreciar a ponte em paz e sossego ao nascer do sol.
PAT

Check Also

Museu do Cubismo Checo

Este edifício, no nº34 em Celetná, foi desenhado por Gočár entre 1911 e 1912 como …