Home / Bairros de Praga / Bairro Smíchov e Andel

Bairro Smíchov e Andel

Smíchov é uma área residencial e industrial em Praga, famosa pelos seus centros comerciais, cervejaria, arquitetura industrial, cinemas, restaurantes acolhedores, bares e vida noturna. Smíchov está localizada na margem ocidental do rio Vltava. A cervejaria Staropramen está localizada em Smíchov e é um local popular e ideal para visitar por parte dos amantes de boa cerveja.

Andel é um bairro situado no distrito central de Smíchov, em Praga 5, localizado num local movimentado. O nome significa anjo na língua checa e foi originado no bar U Zlatého Andela (Anjo Dourado) do século XIX, originalmente nomeado em honra de uma estátua de um anjo localizado na sua frente. A pintura de um anjo no bar foi preservada após a sua demolição e agora é mostrada nas proximidades.

Andel é um centro de trânsito importante. A linha B do metro de Praga funciona por baixo deste; a Estação Andel serve a área. As linhas de elétrico nas direções norte-sul e este-oeste atravessam essa área (linhas 4, 6, 7, 9, 10, 12, 14 e 20). Caso contrário, é uma zona pedonal.

Depois de uma remodelação no final de 1990, quando o arquiteto francês Jean Nouvel concebeu um prédio de escritórios chamado Anjo Dourado (Zlatý Andel), por cima da estação de metro, com uma imagem de um anjo do filme Wings of Desire e citações de Rilke na sua fachada, Andel tornou-se numa das partes mais movimentadas da cidade, com muitos escritórios de empresas nacionais e internacionais. Através deste (no quadrante noroeste), um dos maiores centros comerciais de Praga, Nový Smíchov, pode ser encontrado, inclusive o multiplex CinemaCity. A Sinagoga Smíchov também está localizada na área.

 

Pontos Turísticos em Smíchov

Exposição Etnográfica Musaion

Localizada no espaço verde exuberante do Monte Petrin e do Jardim Kinský está a Exposição Etnográfica Musaion do Museu Nacional. Desde 2005, esta exposição tem estado na Casa de Verão Kinský, num edifício elegante de estilo império. O museu centra-se na velha cultura regional da República Checa, mais precisamente no material e espiritual, habitação, agricultura e costumes, todos os quais estão ligados à forma atual de fazer artesanato tradicional e atividades folclóricas. O museu acolhe diversas reuniões sociais, seminários, espetáculos, e exposições folclóricas. Além disso, o espaço dispõe de uma biblioteca, um arquivo, uma sala de conferências, uma loja do museu com publicações especializadas e um café – sala de leitura com mesas/cadeiras ao ar livre no verão. Se quiser aprender mais sobre a cultura colorida da arte folclórica checa, visite a Exposição Etnográfica Musaion. 

Jardins Kinský

Espalhado por mais de vinte e dois hectares no parque magnífico de Praga, precisamente entre Smíchov e a Cidade Baixa, perto do Monte Petrin, estão os esplêndidos Jardins Kinský. Iniciados em 1825 pelo conde patriótico Rudolf Kinský, estes jardins foram criados para formar uma paisagem puramente natural, sem excesso romântico, para celebrar a Renovação Nacional Checa, um movimento de renovação cultural nacionalista que originou o período da Primeira República, celebrando tudo o que era exclusivamente checo. Localizados na encosta sudeste do Monte Petrin, os bem planeados Jardins Kinský estão separados das áreas de jardim de Petrin pelo Muro da Fome, um projeto de obras públicas de Carlos IV para criar trabalho e gerar rendimento para os cidadãos pobres e famintos de Praga. Além de se poder ver este muro gótico, também se pode ver uma igreja tradicional ucraniana de madeira, A Igreja Carpática do Arcanjo Miguel, também chamada de Igreja de São Miguel, mudou-se para Praga, em 1929, da atual Ucrânia, assim como lagos e percursos pedestres que se ligavam perfeitamente aos caminhos de jardim do Monte Petrin. A coroa dos Jardins Kinský é considerada por muitos como o Edifício Extravagante de Kinský (Kinský Folly), agora chamada de Casa de Verão Kinský, que acolhe a Exposição Etnográfica Musaion do Museu Nacional. Os Jardins Kinský são perfeitos para passar uma tarde ao sol, passeando pelos caminhos pedestres e apreciando a história magnífica de Praga e da República Checa no museu e na pitoresca Igreja de São Miguel.

MeetFactory

Localizado um pouco mais longe está o MeetFactory, um centro internacional de arte contemporânea que cria uma nova plataforma artística para talentos internacionais na cidade de Praga. Fundado em 2001 numa fábrica de carne na área industrial de Holesovice, MeetFactory visava criar em Praga um espaço onde artistas e instituições contemporâneas internacionais pudessem colaborar, um espaço que Praga realmente precisava. Infelizmente, as cheias de 2002 destruíram esses planos; no entanto, a ideia da MeetFactory sobreviveu e o projeto foi simplesmente mudado para um armazém abandonado, em 2005, no distrito interessante de Smíchov, em Praga. O exterior do antigo armazém que aloja o MeetFactory é fácil de apreciar, uma vez que tem dois carros de tamanho normal, os quais estão pintados inteiramente de vermelho e parecem estar a cair de uma estrutura. O MeetFactory é fruto da imaginação de David Cerný, David Koller e Alice Nellis. Este fantástico armazém de cultura tem arte visual (à responsabilidade de Cerný), música ao vivo (à responsabilidade de Koller) e cinema e teatro (à responsabilidade de Nellis). O MeetFactory visa apoiar e desenvolver arte e cultura visual na capital da República Checa, e também dispõe de um programa Artista em Residência, através do qual os artistas selecionados podem viver no seu próprio estúdio (diversos tamanhos estão disponíveis); as candidaturas são aceites duas vezes por ano e a duração da estadia varia entre dois e doze meses. Os programas de exposição de arte, música e teatro estão disponíveis on-line em Checo e Inglês. O MeetFactory tem uma livraria com muitas coisas contemporâneas.

Cervejaria Staropramen

No distrito industrial de Smíchov de Praga está a Cervejaria Staropramen. Esta cervejaria produz até meio milhão de garrafas por dia e centenas de milhares de barris; a Staropramen é a segunda maior produtora de cerveja na República Checa, com um portefólio diversificado composto por Staropramen, Branik, Velvet, Kelt, cervejas belgas Stella Artois, Hoegaarden e Leffe, e as marcas regionais Ostravar, Mestan e Vratislav. O início da visita de sessenta minutos começa com um filme de dez minutos sobre o processo de fabricação de cerveja, seguido de uma visita aos compartimentos que contêm tanques de cobre, que processam o malte e o lúpulo, passando pelos cilindros exteriores, em direção à sala de enchimento, onde se pode ver as linhas de garrafas operadas por uma máquina, assim como as rotas de transporte de embalagens. Depois deste passeio educativo, pode-se naturalmente provar o “resultado” do processo. As visitas são realizadas em Inglês, Checo e Alemão, com a possibilidade de realizar uma apresentação de áudio em Francês, Russo, Italiano, Espanhol e Dinamarquês.

PAT

Check Also

Cidade Baixa (Mala Strana)

O Bairro Pequeno (Mala Strana), originalmente chamado de Cidade Nova de Praga e, mais tarde, de Cidade Menor de Praga, foi fundado pelo rei Premysl Otakar II, no ano de 1257. No entanto, no século 8, houve um acordo de mercado aqui. Após a fundação da cidade, os colonos originais foram substituídos por colonos na maior parte de nacionalidades estrangeiras.