Home / Atracções / Velho Quarteirão Judeu Josefov

Velho Quarteirão Judeu Josefov

O quarteirão judeu é uma pequena área conhecida pelo nome de Josefov (inspirado no nome do imperador Josef II, cujas reformas permitiram a melhoria das condições de vida dos judeus, o quarteirão judeu contém o que restou do antigo gueto judeu de Praga), entre a Velha Praça da Cidade e o rio Vltava. Há duas figuras sinónimas com esta parte da cidade: Franz Kafka (1883 – 1924) e Golem, o humúnculo místico criado por Jehuda ben Bezalel, também conhecido por Rabi Löw. A maior parte do quarteirão pode ser percorrida a pé num único dia, mas quaisquer explorações detalhadas levam o seu tempo. O cemitério judeu, a velha-nova sinagoga, a sinagoga Klausen e a sinagoga Pinkas certamente merecem ser visitadas. Prepare-se para os preços de entrada para a maioria dos lugares, que começam nos 200 CZK, ou simplesmente pague 500 CZK para um bilhete que inclui todos os locais de interesse.

Velho Quarteirão Judeu Josefov

Gueto de Praga

Há sete sinagogas – Os remanescentes da velha povoação, o Salão da Cidade Judeu e o velho cemitério judeu, o mais espantoso da Europa. Recomendação: evite este quarteirão nos Sábados, por ser o Sabbath neste dia (Sábado, dia de descanso judeu).

Sinagoga Klaus – De 1680, Tradições e Costumes Judaicos

A Sinagoga Espanhola – A história dos judeus desde a sua emancipação até ao presente

Sinagoga Pinkas – Fundada em 1475; Memorial das Vítimas do Nazismo

Sinagoga Maisel – História dos judeus na Boémia e Morávia

Antigo Salão Cerimonial – Tradições e costumes judaicos (é  um edifício barroco com uma torre verde singular)

Sinagoga do Jubileu – A maior e mais recente sinagoga em Praga

O Velho Cemitério Judeu – Com uma tumba de Rabbi Löw

A Velha-Nova Sinagoga – O antigo edifício gótico do século XIII (a mais antiga sinagoga na Europa)

 

Franz Kafka – Nenhuma discussão sobre a literatura checa seria completa sem mencionar Franz Kafka, facilmente o escritor mais conhecido que viveu na cidade de Praga, bem como o autor dos modernos clássicos “O Julgamento” (“The Trial”) e “O Castelo” (“The Castle”), e muitos outros. Embora Kafka tenha sido um judeu que falasse a língua alemã, ele esteve tão ligado à cidade como qualquer outro escritor checo. O local de nascimento de Kafka está a alguns passos da Praça da Cidade Velha, onde o autor viveu a maior parte da sua curta vida.

 

[mappress mapid=”27″]

Check Also

Ponte Carlos

A Ponte Charles, do século XIII, costuma estar cheia de turistas e checos em igual número, sobretudo durante os meses de Primavera e Verão. A Ponte Charles certamente ocupa a posição de atracção turística mais importante da cidade e deve ser o primeiro item na sua lista de sítios a ver.