Home / Restaurantes / Comer Fora em Praga

Comer Fora em Praga

É certo que a atmosfera irá variar nos diferentes restaurantes, assim como a qualidade média do serviço. A maior parte dos empregados de mesa fala pelo menos algum inglês, embora a maioria dos empregados de mesa mais jovens tenha um bom conhecimento da língua inglesa. Ainda assim, seria bom para si aprender um pouco da língua local, pois isto pode ser muito útil quando estiver a fazer pedidos e será apreciado por toda a equipa do restaurante.

Para além dos restaurantes de tipo comum, há alguns outros tipos que devem ser experimentados, tais como:

Vinarny – estes são restaurantes de vinho e geralmente têm uma boa selecção de pratos, embora coloquem um ênfase especial no óptimo vinho que servem. O interior costuma ser muito confortável e intimista, e a decoração tende a ser muito clássica, com elementos históricos de Praga adicionados.

Pivnice ou hospody – estes são mais parecidos com bares e tabernas e, geralmente, servem apenas uma selecção limitada de refeições, que costumam ser à base de carne. Aquilo que lhes falta em alimentos, eles compensam em cerveja de alta qualidade, com uma atmosfera casual como em qualquer outro bar no mundo.

Kavarny – estes são cafés, basicamente, e são o sítio ideal para visitar se você só quer alguma coisa leve para comer, como um bolo ou um doce. Alguns também servem refeições quentes. Há também vários outros locais onde você pode comprar comida leve rapidamente, como os vários restaurantes de fast food na cidade.

 Comer Fora em Praga

Fumar é algo extremamente comum por toda a República Checa e, por isso, pode ser muito difícil evitar os fumos em qualquer restaurante que você visitar, ainda que, num bom dia, você o possa fazer por jantar em um dos vários restaurantes com terraço na cidade. Em dias movimentados, não é incomum ver os clientes sentarem-se em mesas com outros estranhos – não se preocupe, esta é uma prática habitual. Contudo, a lei antitabaco tem vindo a afectar os restaurantes, que agora têm secções para fumadores e não-fumadores. 

Algo que você deve ter em atenção é a cobrança oculta que muitos restaurantes fazem, que geralmente vem na forma de um preço adicional de 50 a 100 CZK por pessoa. Outros sítios cobram pelo uso de condimentos, enquanto outros deixam aperitivos na sua mesa sem mencionar que se você os comer, terá de pagar. Nos bares, os empregados podem ser muitas vezes vistos com bandejas com pequenas doses de bebidas alcoólicas – estas não são gratuitas, mas costumam ser bastante baratas.

Preços das Refeições e Gorjetas: O preço médio por uma refeição completa no centro de Praga situa-se entre 200 CZK e 300 CZK por pessoa nos restaurantes mais económicos, nos restaurantes com preços médios entre os 400 CZK e os 700 CZK por pessoa e num restaurante caro custará algo a partir dos 700 CZK para cima, dependendo do tipo de estabelecimento. O preço de uma refeição definida no McDonalds ou KFC é de cerca de 130 CZK. São disponibilizados menus de almoço em muitos restaurantes, a partir de 100 CZK. Geralmente é apropriado dar uma gorjeta de 10% se o serviço tiver sido bom. Os locais tendem deixar gorjetas mais baixas nos almoços e nos estabelecimentos mais económicos, enquanto nos restaurantes mais caros dá-se principalmente uma gorjeta de 10%. Adicione a gorjeta à conta, ao invés deixar o dinheiro na mesa. A maioria dos restaurantes aceita cartões de crédito.

 

Pequeno- Almoço

A maior parte dos hotéis serve o pequeno-almoço entre as 6h00 e as 10h30, o que deve permitir que até mesmo os que acordam mais tarde possam alimentar-se antes de sair. Dependendo do hotel, o pequeno-almoço pode ser simplesmente uma selecção de torradas e compotas, ou algo muito mais elaborado. Os hotéis mais caros costumam servir pequenos-almoços mais diversificados, com uma oferta de comida quente e fria, mas eles muitas vezes cobram um extra por isto. Frequentemente, é mais barato sair e ir comer a um café.

 Comer Fora em Praga

Almoço e Jantar

Cozinha ChecaA maioria dos checos costuma comer o seu jantar por volta das 19h00 nos dias de semana, pois eles querem ir para a cama cedo para acordarem frescos na manhã seguinte e prontos para trabalhar. De qualquer forma, a maior parte dos restaurantes na cidade fica aberta até mais tarde que isso, com a hora de fecho habitual a rondar as 22h30. Nos fins de semana, o fecho pode ser ainda mais tarde, pois os habitantes de Praga saem para jantar sem a preocupação de terem de acordar cedo na manhã seguinte.

A maior parte dos restaurantes tem um menu impresso localizado junto à entrada, para que você possa ver a oferta deles e decidir se alguma coisa lhe cativa. Muitos restaurantes da cidade também costumam ter menus em inglês e alemão, para poderem lucrar com o grande fluxo de turistas. Os principais itens a serem vistos no menu serão studena jidla (pratos frios), polevky (sopa), teple predkrmy (entradas), ryby (peixe), drubez (carne de ave), hotova jidla (pratos principais) e moucniky (sobremesas). Adicionalmente, um crescente número de restaurantes também oferece menus já definidos à hora de almoço.

Em relação às entradas, a escolha infalível é uma boa fatia de presunto de Praga, que é uma especialidade local. Há várias formas diferentes de servir isto; pode vir recheado com queijo e rábano, em pequenas sandes ou simplesmente servido em fatias com rábano e pepino. Independentemente de como é servido, será certamente uma óptima forma de começar qualquer refeição!

Muitas pessoas em Praga gostam de comer sopa ao almoço ou ao jantar. Esta geralmente vem na forma de um caldo espesso, com carne, vegetais e batatas, embora, às vezes, sopas leves também possam ser encontradas. Um dos estilos mais populares é sopa de batata com cogumelos, à qual se acrescentam cenoura, cebola, bacon, couve, salsa e condimentos.  Embora muitas pessoas de outras cidades vejam a sopa como uma entrada, ela é sem dúvida considerada um prato principal em Praga!

A carne é o principal ingrediente de quase toda a gastronomia checa, e a maior parte dos pratos mais consumidos tem uma boa porção da mesma. A carne assada à moda de Praga – recheada com presunto, ovo, cebola e condimentos – é um dos pratos mais famosos, junto com presunto cozido em molho de ameixa e goulash.  A carne de ave também é muito consumida e a maior parte dos restaurantes tem vários pratos diferentes à base dessa carne. Se estiver na época apropriada, você também poderá encontrar muita carne de veado, pato, ganso e javali selvagem nos menus por toda a cidade.

A maioria dos visitantes irá rapidamente notar que muitos pratos são servidos com pequenas tortas; elas constituem o acompanhamento tradicional de várias refeições checas. Ou elas são leves e feitas com pão, ou são pesadas e feitas com batatas; independentemente de qual lhe calhar a si, irá achá-las realmente saborosas! Contudo, o mesmo não pode ser dito com relação aos vegetais, que nunca fizeram parte da dieta checa. Eles costumam ser cozidos e, com isso, têm um sabor particular por serem demasiado cozinhados e acabam por não ser muito apetecíveis.  O prato com vegetais mais comum é sauerkraut, que é couve cozida em gordura, açúcar e vinho.

No que diz respeito à sobremesa, os checos sabem mesmo o que estão a fazer. Alguns pratos de eleição, como o strudel de maçã, maçã cozida e tortas de ameixa encontram-se em restaurantes por toda a cidade e todos costumam ser servidos com uma boa dose de creme. Uma das sobremesas mais populares é palacinka, que é gelado (ou creme) e fruta, ambos contidos dentro de uma panqueca.

 

Cozinha Vegetariana

Era habitual haver pouca oferta para vegetarianos na cidade, mas isto tem mudado à medida que Praga se torna uma cidade mais multicultural. Há muitos restaurantes vegetarianos na cidade e a maior parte dos restaurantes comuns também tem uma selecção de comida vegetariana no seu menu.

 

Doces

Bancas de rua podem ser encontradas em quase qualquer esquina no centro da cidade e elas são o sítio ideal para se encontrar algo para comer rapidamente quando há muita pressa. Elas servem uma grande varidade de alimentos diferentes, mas um dos favoritos é a panqueca de batata, que pode ser difícil de comer sem se sujar! Salsicha assada, Wienerschnitzel  e sanduíches abertas também são escolhas muito populares para pessoas apressadas. Se você quer algo mais parecido com uma refeição caseira, também há vários espaços de fast food localizados em torno da Praça Wenceslas, que servem o tipo de hambúrgueres que você encontra em qualquer cidade do mundo. Gelado também pode ser comprado numa grande variedade de pontos de venda.

 

Bebidas

Como você deve esperar, há uma grande quantidade de locais na cidade que você pode visitar para tomar uma bebida rápida, com muitos deles a também servirem comida. Devido à beleza da cidade como um todo, você será capaz de encontrar um bom sítio para beber do qual possa observar qualquer coisa que lhe apeteça, tendo assim um momento de pausa fantástico para se aliviar depois de toda a correria.

A cerveja checa é conhecida por todo o mundo e está centrada na cidade de Plzen, que foi a originadora das cervejas do tipo pilsner. Os locais vão dizer-lhe que não há nenhum outro país no mundo que produza cerveja com aquele gosto e qualidade, devido ao facto de ser usada água e lúpulo da maior qualidade ao longo do processo de produção. Algumas das cervejas mais famosas são a Pilsner Urquell, Budvar e Staropramen, embora muitos bares também produzam a sua própria cerveja, que é geralmente óptima para se provar. Você deve ter em mente que a maior parte da cerveja checa é muito forte, por isso certifique-se de que bebe moderadamente.

Menos famoso que a cerveja produzida na República Checa é o vinho que vem da região. Por isso, de certeza que será uma nova experiência experimentar o vinho durante a sua estadia. A maioria do vinho produzido na República Checa vem da Monróvia, que tem um clima quente e é por isso capaz de produzir uva doce com um gosto distinto. Muitos habitantes locais bebem algo conhecido como Karlovy Vary, que é feito a partir de ervas. Eles também bebem a mais forte Stara Myslivecka. Muitos checos podem ser encontrados a beber schnapps após o jantar. 

 

Cozinha Checa

Na mente de quase qualquer cidadão checo, a comida nacional é sem dúvida carne de porco, couve e tortas – algo que sabe muito melhor do que parece! As tortas são da variedade à base de pão, o que significa que são leves e saborosas, enquanto a couve relaciona-se mais com o sauerkraut, que tem um sabor amargo que complementa a carne de porco salgada. É um prato pesado para se comer, e muito gorduroso – não é uma refeição para pessoas muito preocupadas com a saúde -, mas é também muito nutritivo e satisfatório. O acompanhamento perfeito para este prato é, com certeza, um copo da verdadeira cerveja checa.

Outra refeição popular é conhecida como smazeny syr, que é basicamente queijo frito em pão ralado. De facto, este era provavelmente o único prato vegetariano que se podia encontrar nos restaurantes, mas isso agora mudou graças aos turistas que visitam a cidade.

Os molhos são uma parte importante das refeições das pessoas da República Checa, e dentre eles, o mais popular é o goulash. Este é um molho geralmente servido com tortas, mas que também pode ser encontrado em outras refeições. Outros molhos populares incluem molhos de tomate, molho de carne com pequenos pepinos ou creme com vegetais.

Há muitos outros pratos de eleição comidos pelos habitantes da República Checa, e a maioria é encontrada nos bares que pontilham a paisagem, sendo geralmente acompanhados com um copo de cerveja. Dentre esses pratos, incluem-se as salsichas em conserva, arenque conservado e salame servido com vinagre. Se isto soa-lhe um pouco estrangeiro, vários restaurantes em Praga servem refeições mais internacionais, tais como pratos italianos e mexicanos. 

Cozinha Checa

PAT

Check Also

Cerveja Checa

A cerveja checa é famosa a nível mundial e muito apreciada pelos próprios checos. Por muitos séculos, a cerveja checa foi a melhor disponível. O sabor distinto da cerveja checa deriva de lúpulos boémios escolhidos a dedo. A República Checa é a maior consumidora de cerveja no mundo (153.6 litros por ano per capita), ultrapassando até mesmo a Alemanha. Isso significa que cada adulto bebe uma média de 1L de cerveja por dia.