Terezín

TerezínTerezin era, antigamente, uma cidade com uma guarnição militar, construída pelo Imperador Joseph II. Tendo tido um sistema engenhoso de fortalezas militares para protecção do reino contra a Prússia no final do século XVIII, foi completamente mudada e convertida no gueto judeu (e usada como campo provisório para os judeus cujo destino final era o campo de concentração de Auschwitz dos nazis) durante a Segunda Guerra Mundial. No fim da guerra, cerca de 150 000 judeus tinham passado por Terezin e outros 35 000 morreram de doença e fome. Simultaneamente, os alemães usaram Terezin para os seus objectivos de propaganda mal representados, convencendo os visitantes da Cruz Vermelha que este era um centro cultural e comercial emergente. Hoje, Terezin recorda o seu passado negro na Segunda Guerra Mundial, em que milhares de judeus morreram.

 

Miniautocarro Terezín-Praga. Método mais rápido de viajar entre Praga e Terezín. Reserve on-line.

Memorial de Terezin

Durante a Segunda Guerra Mundial a cidade ficou infelizmente conhecida por aqui se encontrar um dos temidos campos de concentração de judeus de toda a Europa., e na Pequena Fortificação a prisão da gestapo de praga. Hoje encontra-se aqui um monumento em homenagem a todas as vítimas do nazismo como memento de uma nova era na história da Europa. 

Sítios a ver no Memorial de Terezin

TerezínDo chão, a dimensão do labirinto de paredes e fossos que rodeiam a Fortaleza Principal  (Hlavní pevnost) é impossível de imaginar – sobretudo porque a cidade, na verdade, se encontra no seu interior. De facto, quando você chega pela primeira vez de autocarro ou automóvel, você talvez fique com a impressão de que a praça central não se distinga de outras centenas de centros de cidades antigas. No entanto, se der uma vista de olhos às fotografias aéreas no Museu do Gueto, ou caminhar para lá das paredes em direcção à Fortaleza Menor, uma visão muito diferente vai surgir. No coração da Fortaleza Principal encontra-se a rede bem delineada de estradas que compõe a cidade de Terezín. Não há muito para ver para além da Igreja da Ressurreição, do século XIX, o antigo escritório do comandante, com arcadas, os prédios administrativos neoclássicos na praça e a rede envolvente de casas com os seus segredos horríveis. A sul da praça estão os restos anónimos de uma estrutura ferroviária, construída por prisioneiros, através da qual muitos outros prisioneiros chegaram – e partiram. O ponto de maior interesse aqui é o absorvente Museu do TerezínGueto (adulto/criança 160/130 CZK; Aberto 9h-18h Abr-Out, até às 17h30 Nov-Mar), que tem duas partes. A principal parte explora a ascensão do nazismo e a vida no gueto de Terezín, usando uma colecção de peças de época com um efeito impressionante e evocativo. Erigido no século XIX para conter a escola local, o edifício do museu foi posteriormente usado pelos nazis para acomodar  os meninos de 10 a 15 anos do campo. As imagens impressionantes pintadas por estas crianças ainda decoram as paredes. A nova parte está alojada nos antigos quartéis de Magdeburgo (Magdeburská kasárna), que alojaram a ‘câmara municipal’ dos judeus. Aqui você pode visitar um dormitório reconstituído, e ver exposições sobre a vida cultural extradionariamente rica – música, teatro, belas artes e literatura – que, de alguma forma, floresceu e resistiu à atmosfera de medo. Também há uma pequena exposição no violento Crematório (Krematorium; Aberto 10h-18h Dom-Sex Abr-Oct, até às 16h Dom-Sex Nov-Mar) no Cemitério Judeu logo à saída de Bohušovická brána, a cerca de 750m a sul da praça central. O Museu do Gueto tem bons panfletos multilíngues para auto-orientação, uma grande colecção de livros à venda, e guias (alguns deles sobreviventes do gueto) para oferecerem ajuda. Você pode fazer um passeio auto-orientado pela Fortaleza Menor (Malá pevnost; adulto/criança 160/130CZK; Aberto 8h-18h Abr- Out, até às 16h30 Nov-Mar), ao longo dos quartéis da prisão, as celas solitárias, as oficinas, as morgues, antigos locais de execução e antigas sepulturas colectivas. Seria difícil criar um espaço mais ameaçador, e só quando percorre os tunéis aparentemente infinitos é que você realmente se começa a aperceber das grandes dimensões da fortaleza. O irónico slogan do campo de concentração dos nazis, Arbeit Macht Frei (‘O Trabalho Vos Liberta’), está suspenso sobre o portão. Diante da fortaleza está o Cemitério Nacional, fundado em 1945 para os corpos exumados das sepulturas colectivas dos nazis.

Entrada: Um bilhete combinado para o Museu do Gueto e também para a Fortaleza Menor é 200/150 CZK.

A cidade de Litoměřice, a apenas alguns quilómetros de Terezín, também merece ser visitada. Conhecida pelo seuv inho, é uma das mais antigas cidades checas, localizada junto do rio Labe.

 

Chegar ao local vindo de Praga

Terezin encontra-se a cerca de 60 km a norte de Praga ou a apenas 8 km de Litomerice.

Dica: Faça uma reserva online da excursão para Terezín aqui.

De autocarro: Desde a estação de Florenc (direcção Litomerice; seis autocarros por dia); o bilhete custa por volta de 60 CZK.

De carro: Conduza para norte para fora de Praga e em direcção a Dresden na auto-estrada principal E55. Esteja atento aos sinais de saída para Terezín.

Horário de funcionamento: Abr—Out todos os dias 9h-18h; Nov—Mar todos os dias 9h-17h30.

 

 

[mappress mapid=”83″]

Check Also

Castelo Křivoklát

Registos que fazem menção do castelo real Krivoklat foram primeiro criados por volta de 1100 A.D., embora o edifício actual data do final do século XIII. Foi aumentado e fortificado no final do século XIV. Graças a todas estas renovações e reconstrução contínua, o castelo mostra todas as fases do estilo gótico. O castelo é considerado único do ponto de vista arquitectónico, também por ser semelhante à concepção de castelos francesa.