Home / História / Praga Hoje

Praga Hoje

Mais de duas décadas após a Revolução de Veludo e a queda do comunismo, a popularidade de Praga como um dos principais destinos turísticos da Europa não mostra sinais de abrandamento. Embora não seja mais uma pechincha para os viajantes como era antes, a combinação da capital checa de uma história emocionante, gloriosa arquitetura e uma enorme variedade de entretenimento continua a ser muito forte.

Hoje, a República Checa – e Praga, em particular – é vista como um exemplo para todos os outros países da Europa Oriental que procuram melhorar as condições de vida dos seus cidadãos e a situação económica do país em geral. Praga é considerada uma cidade cosmopolita que compete com muitas das capitais mais bem estabelecidas da Europa Central e Ocidental, e tem a reputação de ser um local que beneficia de todos os aspectos positivos diferentes que o capitalismo proporciona – assim como alguns dos aspectos negativos. O melhor indicativo da situação do país como um todo é o facto de a República Checa ter o mais elevado PIB de qualquer país que tenha aderido à UE nos últimos 10 anos – com o maior valor de PIB a verificar-se na capital, Praga.

Embora a situação financeira em Praga seja muito superior à da maioria dos outros vizinhos da Europa Oriental, a transição para um estilo de vida democrático e capitalista tem causado alguns problemas, sendo o mais óbvio destes o crescente fosso entre ricos e pobres. Embora este seja um problema que, de alguma forma, se verifica em qualquer país capitalista, o governo checo precisa de agir rapidamente para impedir que esta situação atinja proporções maiores.

Um dos aspectos mais surpreendentes que você irá notar aquando da sua estadia em Praga é que a cidade tem um grande número de fumadores. Embora fumar em locais públicos seja proibido desde 2006, o número de fumadores não parece ter diminuído. Estranhamente, as pessoas ainda são autorizadas a fumar em restaurantes, embora a maior parte deles tenha áreas específicas para isto ser feito, longe dos clientes não-fumadores.

Uma das coisas que causou o maior impacto em Praga em anos recentes tem sido o fluxo de jovens turistas vindos da Europa Ocidental, todos eles atraídos pela vida nocturna agitada, o álcool barato e os clubes de strip em torno da Praça Wenceslas. A opinião em relação a isto está dividida; por um lado, eles movimentam muito dinheiro na economia, mas, por outro, eles causam distúrbios e têm tornado algumas zonas da cidade particularmente indesejáveis para se frequentar. No entanto, visto que os preços têm vindo a subir, muitos turistas estão agora à procura de outras cidades na Europa de Leste, como Bratislava, Bucareste e Riga.

 

Estilo de Vida em Praga

Para aqueles que vivem em Praga, esta é uma cidade cara. Com o salário mensal médio a rondar os 30 000 CZK, o cidadão médio de Praga não tem meios para visitar todos os restaurantes e outras atracções que são frequentadas por turistas constantemente. O facto de os turistas poderem pagar para irem a tais sítios mostra que, para aqueles que não são do país, Praga pode ser, de facto, um local barato para se visitar. No entanto, o quão barato pode ser depende do país de origem do turista.

Apesar das dificuldades financeiras que muitas pessoas em Praga enfrentam diariamente, a etiqueta ainda é um valor importante que quase todos partilham. Todas as pessoas dizem “dobry den” a todos quando entram numa loja ou restaurante, e “na shledanou” quando estão de saída. Mesmo ser convidado para a casa de alguém é motivo para se ser respeitoso, e espera-se que a maior parte das pessoas que é convidada traga algum tipo de presente com elas – flores geralmente bastam. Também é considerado de bom gosto vestir-se apropriadamente quando sair à noite na cidade, sobretudo quando for assistir a um evento tal como um concerto de música clássica ou um banquete. 

Um dos maiores problemas que ainda afecta a cidade de Praga é a corrupção, que ainda grassa entre muitos departamentos do governo. A maioria das pessoas de Praga geralmente traz presentes para os oficiais públicos quando se reúne com eles, só para garantir que são bem tratadas. Este problema de corrupção em Praga até recebeu um nome específico – “jdnabrdchismus” – que pode ser traduzido, basicamente, como “uma mão lava a outra”.

Há algumas coisas diferentes que a maior parte das pessoas em Praga gostam, sendo que a principal entre estas é cerveja! Não é incomum ver até mesmo trabalhadores a beber uma cerveja antes de irem para o emprego, tal é o amor a esta bebida alcoólica. Outras coisas que as pessoas de Praga parecem apreciar bastante são cães, não limpar a sujidade que os cães deixam e humor surreal – pense em “Monty Python” e estará no bom caminho.

 

A Atmosfera de Praga

Praga é um dos destinos turísticos mais populares na Europa, neste momento, e isto tem muito a ver com o facto de conter imensa cultura pronta a ser absorvida. Desde castelos a igrejas, e desde museus a galerias de arte, há algo para todo o tipo de pessoa nesta cidade mágica. Obviamente, esta popularidade implica que algumas zonas da cidade ficam cheias de turistas animados com alguma frequência, mas é fácil evitar as multidões. Simplesmente entre numa rua secundária ou apanhe um autocarro para uma parte da cidade menos conhecida e você poderá ver de imediato a verdadeira Praga.

Os habitantes locais podem, por vezes, parecer um pouco indelicados com os turistas, mas isto acontece apenas porque eles estão muito habituados às multidões de turistas que visitam a cidade deles constantemente. Não confunda esta frieza com falta de educação – eles estão simplesmente a tentar seguir a sua rotina numa cidade onde às vezes parece que eles é que são os estrangeiros! Tente dizer-lhes algumas palavras em checo – você vai notar de imediato que eles ficam muito mais amigáveis!

PAT

Check Also

Primavera de 1968 em Praga

No início de 1968, Antonín Novotný - um político conhecido pela sua postura dura - foi substituído como secretário de estado do Partido Comunista pela figura reformista Alexander Dubcek, um eslovaco. Esta nomeação de um homem que havia subido através de fileiras do Partido Comunista, e, com as suas visões reformistas, sem dúvida, chocou os líderes da Rússia, que tinha controlo total deste estado de satélite.